quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Um dia peculiar


Como o nome do post já diz, hoje foi o dia que percebi que tenho que tomar cuidado comigo mesma.
Meu dia começou assim:
acordei cansada pra caramba e com um olho aberto, outro fechado fui fazendo as coisas.Tô tão maluca que quando saí do banho, ao invés de desodorante, passei sprayzinho de chulé no suvaco.Só percebi, claro, depois que senti aquele cheirinho de cânfora. Resultado, fui pra rua com um suvaco cheirando a cânfora e outro cheirando a Dove. Não acreditei!
Isso, que as minhas últimas reclamações de mim mesma tem sido eu sair do carro e largar a chave na iguinição, perder o celular todo dia dentro da mesma bolsa e achar no mesmo lugar de sempre, esquecer pra onde estou indo ou o caminho até algum lugar. Tá brabo!
Tirando a maluquice desse ser aqui, ainda tem a correria toda. Tudo que me pedem eu esqueço, tenho que fazer listinha de afazeres para o dia seguinte (em ordem cronológica senão já era, pulo itens importantes), esqueço nomes. Preciso tomar Ginko Biloba!
Outro dia estava conversando sobre isso com minhas amigas e, graças a Deus, todas também estão assim. Aliás, liguei pra Marcela agora( que tem uma memória de camarão, pior que a minha!) pra perguntar quais tinham sido as histórias de esquecimento dela no dia da conversa.
Óbvio que ela não lembrou.
Nem eu.

2 comentários:

Marcela disse...

amigona, minha memória é um horror mesmo, nem vem pq nunca tem!! Além da memória, agora foi a vez da garganta pifar...vamo que vamo!bitocas!

Glorinha Leão disse...

Sabe que qué isso?
Velhice...hehehehe...tão ficando velhas as minhas menininhas....buá!!!!! Pior é que eu tb!
Cuidem-se minhas princesas, e em primeiro lugar: AMEM-SE!
Beijos