sábado, 14 de maio de 2011

VIDA



Oi, gente!

Prestes a completar 30 anos, comecei a pensar na vida (Oh! Como se eu não pensasse nunca, né?).

Quando eu era mais nova, achava que ia casar cedo, ter filhos cedo e com 30 anos já estaria uma balzaca resolvida. Ano passado, depois de todas as tempestades e tufões vi que, às vezes, a gente perde o controle das coisas que planejamos e a vida nos leva pra cantos e situações que não imaginamos. E é nessas horas que a gente decide se deixa ela nos levar ou se tomamos as rédeas de novo e fazemos nós mesmos as mudanças necessárias.

Eu tomei as rédeas e vou dizer: não foi fácil não, foi bem dolorido. Em compensação, depois da decisão tomada o alívio é imediato. Igual a Doril.

Então às vésperas do meu aniversário (é dia 20, gente!) quis fazer este post, quis falar do meu coração e da minha vida.

Ano passado, eu tinha pressa nas coisas, achava que meu tempo estava acabando como numa ampulheta de desenho animado que escorre mais rápido. Achava que chegaria aos 30 me sentindo velha, puxando os forrinhos do bolso sem dinheiro pra fora, preocupada.

A gente se preocupa tanto,né?

Aos 20 eu me preocupava à beça com um montão de coisas e quando olho pra trás, eu poderia ter me procupado menos! Lembrei daquela música: "devia ter me importado menos com problemas pequenos, ter morrido de amor..." Epitáfio dos Titãs.

E hoje com 30(quase, ainda não!) acho que posso fazer isso também. Porque daqui a alguns anos vou olhar pra trás de novo e ver que "devia ter arriscado mais e até errado mais, ter feito o que eu queria fazer".

Mas pensando hoje cá com meus botões coloridos, não tenho mais aquela pressa, não acho que minha vida tenha que ser igual e no mesmo tempo das outras pessoas. Acho que cada caminho tem seu tempo de ser trilhado, cada vida tem seu curso e não adianta os outros quererem impor suas regras. Na sua vida só as suas regras valem. E ainda assim, você pode quebrá-las. Quando quiser.

Não que eu ainda não esteja com os forrinhos dos bolsos pra fora, mas sei que estou trilhando meu caminho, do meu jeito, no meu tempo.

Estou muito feliz, quero comemorar meu aniversário cercada de amigos, de gente alegre, de brilhos! Quero vestir minha calça de paetês e me divertir e celebrar!

EU QUERO CELEBRAR A VIDA!

Beijos!!!

5 comentários:

✿ chica disse...

E deves mesmo celebrar a vida.30 anos é linda essa idade!

Curte tuuuuuudo..

.beijos e desde já.Parabéns!

Beatriz disse...

Oi Thaís

PARABÉNS adiantado!!!
Eu, que já cheguei nos 40, olho p/ trás e vejo que devia ter vivido muito, muito mais!

Beijinhos

Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Beth/Lilás disse...

Thaís, queridona!
Ah, você é igual a dona pimenta!
Gosta de celebrar aniversário e fica contando os dias que antecedem, que graça!
Você vai curtir muito ainda, celebrar muito também e merece ter uma vida linda, cheia de novidades e coisa boa.
Os 30 é a melhor idade da mulher você vai ver. Ai que saudades!
beijinhos e uma linda semaninha!

Vivi disse...

Oi Thaís!
Adorei o seu post!
Hoje tenho 10 anos a mais que você...E posso te garantir uma coisa: nessa vida não adianta planejar. Simplesmente porque enquanto planejamos, a vida está acontecendo...E é por isso que muita coisa não bate mesmo.
Com a sua idade eu já estava casada e pensando bem longe em ter filhos, muitos filhos. Só pra você entender o que estou falando: hoje estou separada, com 1 filho, namorando uma pessoa que nunca imaginei encontrar...Mas nem tudo é perfeito... Ele tem 2 ex-mulheres e 3 filhos! kkkkkk.
FELIZ 30 ANOS!!! É MUITO BOM TER ESSA IDADE!

Lúcia Soares disse...

Thaís, um lindo texto, de uma menina ajuizada que ainda vai ser mais e mais feliz do que já é.
beijo!