quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Eu tive um sonho...


...vou te contar!
Estava eu andando por aí, triste, tristinha, mais sem graça que uma top model magrela na passarela, quando percebo um sujeito me seguindo. Não dava pra ver o rosto mas tive a sensação de que o conhecia de algum lugar.
Comecei a apertar o passo mas parecia que eu não saía do lugar. Resolvi correr e virar a esquina que me lembrava uma ruela de Roma, passei por uma praça com um senhor que tocava um violoncelo. Acalmei meu coração.
Fui pra casa fugindo do desconhecido-conhecido mas quando cheguei lá tive uma surpresa. O sujeito estava lá me esperando. Não fiquei com medo. Ele se aproximou e me deu um cravo vermelho. Nunca vi cravo com perfume, mas esse tinha.
O senhorzinho do violoncelo apareceu e era como se a gente tivesse chegado do nada na ruela de Roma. Com aquele montão de turista em volta, gente tirando foto, uma confusão, o desconhecido me tirou pra dançar ao som do senhorzinho que parecia tocar só pra nós.
De repente parecia que não tinha mais ninguém em volta, ele olhou pra mim e falou:
Agora somos só nós dois.
E aí eu acordei!
Mas podia ser verdade, não podia?
Ai,ai...
Beijos!

9 comentários:

Beatriz disse...

UAU!!! Os sonhos são para isso mesmo, levar a gente a viver outras vidas, outros mundos. Foi só um sonho, mas também poderia ter sido um filme...
Bjs
Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Lu Souza Brito disse...

Eu ficaria com raiva se tivesse acordado bem nesta hora. Quando é assim eu fecho os olhos e tento continuar o sonho. Ás vezes dá certo!

Beth/Lilás disse...

Thaís lindinha!
Fala sério, tú tá podendo!
E o cravo tá ná água?
Cuida dele pra não morrer.
Também adorei sair junto, mas abafa o resto. rssss
bjs cariocas

Glorinha L de Lion disse...

KKKKK...sei não...acho que vi esse cravo por aqui....bem vinda ao mundo dos sonhos que se transformam em realidade, filha linda! Te amo!

Cantinho She - Sheila Mendonça disse...

Oie... pôxa nunca mais tinha vindo por aqui... beijo, beijo! ;)
Os sonhos nos deixam assim sonhando literalmente, mas qdo o sonho é agradável eu nem conto para ng para que ele não fuja de mim, mas qdo é pesadelo eu trato de despachá-lo escrevendo sobre ele ou contando para alguém, técnica que aprendi em análise e menina não é que dá certo, e qdo o sonho é bom o simpes fato de não divídi-lo com ng me faz continuar sonhando com ele.... é bom pra dedéu... confesso... rsrsrs
Bjo, bjo!
She

Manuela Freitas disse...

Olá Thais,
Vou passando por aqui, no silêncio...gosto da tua maneira de escrever.
Lindo sonho e evidentemente que pode acontecer...sonhar é uma porta que deve estar sempre aberta, para não perdermos tempo a abri-la.
Beijinhos,
Manú

Tati Pastorello disse...

Não acredito que acordou justo nesta hora. Ah, que chato!!! Um sonho bom desses... hehehe
Vai chegar, amiga. Vai chegar! Beijos.

Kilzer disse...

Me fuori dubbio, da Lordy caso stava giocando una canzone di Sergio Endrigo?

Kilzer disse...

como meu italiano não esta muito compreensivel vai a tradução em portugues:

Me tira uma dúvida, por acaso o senhorzinho estava tocando uma musica do Sergio Endrigo?